Estudo sobre o lema do Brasão da Congregação dos Irmãos de Nossa Senhora de Lourdes

Nota Postado em

IMG-20171114-WA0039

Você sabia?

Em várias oportunidades – principalmente nas Diretrizes de vários capítulos gerais – encontramos uma explicação a respeito do significado do brasão de congregação. Vê-se no brasão um letreiro com as seguintes palavras, em latim, tirado do Oficio de Nossa Senhora de Lourdes: Ego Mater Pulchrae Dilectionis, Eu sou a Mão do puro amor. Evidentemente trata-se, aqui de uma alusão a resposta que Maria de á Santa Bernadete, que quis saber quem era a “Dama de branco”. Nossa Senhora lhe respondeu no dialeto falado pelos moradores de Lourdes: ” Eu sou a Imaculada Conceição”.

no entanto, sempre fiquei curioso em saber qual era a origem do letreiro no nosso bração. Nos documentos da congregação nunca achei uma resposta. Não foi fácil encontar a fonte desta frase. Com persistência continuei buscando na Sagrada Escritura, porque sempre achei que a frase pudesse ser uma citação Bíblica.

O letreiro encontrei no Livro de Eclesiástico  (Algumas bíblias chamam-no o Livro de Ben Sirac) no capitulo 24, versículo 24, da vulgata. A vulgata é a Bíblia traduzida por São Jerônimo.

Vou descrever os versículos 24 e 25 como constam da vulgata:

(24)” Ego Mater pulchrae dilectionis et timoris et  agnitionis et sanctae spei.(25 in me gratia omnis Viae et varitatis, in me omnis vatae et virtutis”, ou seja “Sou a Mãe do puro amor, do temor (a Deus), da ciência e da Santa esperança, em mim se acha a graça o caminho da verdade, em mim toda a esperança de vida e da virtude”.

Na tradição hermenêutica da Igreja, os versículos são considerados como glosa, isto é, uma nota explicativa da palavra ou do sentido de um texto. trata-se, portanto, de uma explicação ou comentário do assunto principal do Eclesiástico, que é o tema da sabedoria. A glosa faz alusão a Jo 16,6 (Eu sou o caminho , verdade e a vida; ninguém vem ao Pai se não por mim) e por isso a Mãe (a sabedoria) se identifica como seu filho, Jesus Cristo.

Reflexão

Por sua estrita e plena identificação em Cristo, não fica difícil aplicar os versículos a glosa à Nossa Senhora.

Vejamos!

Maria a mãe do puro amor. A expressão pode ser entendida como uma alusão à virgindade de Nossa Senhora, antes, durante e depois do nascimento de Jesus.

Maria mãe do temor (a Deus). Temor. aqui, não nada a ver como medo, mas sim com o respeito e reverencia. Assim sendo, Maria é temente a Deus.

Maria mãe da ciência. Maria adquiriu o conhecimento de Deus, Jesus Cristo pela leitura e meditação da Sagrada Escritura.

Maria mãe da santa esperança. Maria gerou o Filho de Deus, Jesus Cristo, esperança para toda a humanidade.

Em mim (Maria) se acha toda a graça do caminho e da verdade. Maria, foi saudada pelo anjo Gabriel como sendo ” Cheia de Graça”. Não é apena uma alusão ao fato de ela ser concebida sem pecado (Original), mas esta graça está intimamente ligada àquele – Jesus Cristo, Dom de Deus – que se tornou “O Caminho e a Verdade” para que todos nele crêem.

Em mim (Maria) toda a esperança da vida. Por Maria veio Jesus Cristo que prometeu a (esperança) a plena vida (Vida Eterna) àqueles que crêem nele.

Maria, esperança da virtude. Em Maria encontramos o modelo para sermos firmes e constantes na pratica do bem.

Ir.Herbert de Gier

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s